Liliana Viana

Posts Tagged ‘minha casa

De Liliana Viana (Tive a ousadia de incluir algumas sugestões na interpretação – entre parênteses, em negrito e itálico).

Muitas mulheres desejariam estar no meu lugar. Viajei com meu marido por muitos lugares: Siquém, Carvalho de Moré, Neguebe, estivemos no Egito, conhecemos o Faraó, habitamos junto a Hebrom, em Cades, Sur e em Gerar. Um dia, Deus prometeu a meu marido que daria a ele e a nossa descendência toda a terra de Canaã. Deus fez nossa família prosperar grandemente, com terras, rebanhos, gado e tendas.

Materialmente nada me faltava. Eu tinha até as minhas escravas particulares. Contudo, eu não era uma mulher feliz. Faltava-me um filho. O sonho de ser mãe era impossível, pois eu era estéril.

Sempre que Deus se revelava ao meu marido lhe prometia uma descendência. Descrente que esta descendência viria de mim, até mesmo dei uma de minhas escravas para coabitar e dar um filho ao meu esposo.

Porém, Deus tinha outros planos. E os planos do Senhor Todo Poderoso nunca podem ser frustrados. Nem mesmo eu, com minha descrença e meu riso de incredulidade, poderia impedir os milagres que Jeová estava para fazer. 

Um dia, Deus apareceu a meu marido Abrão e fez uma aliança perpetua com ele. Mudou-lhe o nome para Abraão, que significa “pai de numerosas nações”. Nesta época, Ismael, o filho de meu marido com a escrava, já era um adolescente. Contudo, a promessa de Deus estava na minha casa, na minha família, que havia sido constituída com a bênção do Senhor.  Assim, Deus mudou também o meu nome. Não me chamaria mais Sarai, mas Sara seria o meu nome.

Entendes? (usar expressão de quem questiona, mas espera que a platéia já tenha captado a mensagem que está na entrelinha) Com a mudança do meu nome, o Altíssimo estava dizendo que eu seria mãe das nações e que reis de povos sairiam de mim. Deus estava mudando não só o meu nome, mas mostrando com isso o meu futuro.

(Depois de fechar a frase acima, dar risadas com um misto de alegria e descrença)

(Parar de rir instantaneamente e com semblante sério…passando para a amargura)

Como isso seria possível?  Como eu não poderia rir? Eu era uma velha de 90 anos. Não só era estéril, mas meu útero já estava seco. Mas, quem pode frustrar os planos de Deus e os milagres que Jeová quer e vai fazer.

(Com singeleza, alegria e gratidão)

E, no tempo determinado, meu riso descrente estava em meus braços. Meu lindo bebezinho. Deus me deu motivo de riso; e você que me ouve, vai rir junto comigo. Quem teria dito a Abraão que Sara amamentaria um filho?

Pois na minha velhice, Deus me deu Isaque!

Deus me fez sorrir!

Deus me deu uma nação!


Visite meu outro BLOG

POR CAUSA DA FLOR. Essa é uma simples estória de uma lama, que morou perto de uma flor e adquiriu o seu perfume. Que sejamos contagiados pelo aroma de Cristo. DEle somos o Bom Perfume.
http://porcausadaflor.wordpress.com/

REFLEXÃO

Quando nos deparamos com a escolha de caminhos, a questão não é: Isto é bom ou mau? É útil ou nocivo? Não; a pergunta deve ser: ‘Isto é do mundo ou de Deus?’ Uma vez que só há este conflito no universo.

(Watchman Nee)

A BÍBLIA EM AUDIO

A Palavra de Deus para aqueles que não podem ler ou enxergar, e para os que desejam ouví-la no carro ou em momentos de comunhão a sós ou em família. Narrada pelo Pastor Paulo Castelan, editada em 2001, com texto ACF da Sociedade Bíblica Trinitariana do Brasil. (Clique na Imagem)

%d blogueiros gostam disto: